quarta-feira, 7 de outubro de 2015

"Obesa, Obesa"

Hoje foi dia de educação física.
Como é dos primeiros dias há sempre aqueles 15 minutos horriveis de quando nos pesamos e medimos e depois usamos um cartão para ver como está o nosso estado de saúde.
Hoje foi a minha vez.
Pedi à M para meter no cartão a minha altura (1.63 cm) e o meu peso de hoje de manhã (70 kg). No cartão viu-se escrito "excesso de peso". Fiquei mal, mas ignorei um pouco o facto. Não tinha outro remédio senão aceitar a realidade. Fui mostrar o cartão à professora para ela apontar os resultados no caderno e por detrás de mim ouço uma voz a dizer "Obesa, obesa, estás obesa". Sei que era na brincadeira, mas doeu. ("A brincar, a brincar, dizem-se muitas verdades" não é?!) Só me apetecia enfiar num buraco, chorar e nunca mais ver ninguém.
Tentei distrair-me, fui para o grupinho dos rapazes porque, infelizmente ou felizmente, eles são tão insensíveis que nunca iriam perceber que eu estava mal e não iriam fazer perguntas.
Senti-me um pouco melhor, mas não sei o que se passou comigo e quis repetir o "teste". Desta vez pedi à B. Ela pôs os meus dados no cartão mas desta vez com o peso que vos falei ontem (72kg).
Só fiz pior, a seta desta vez estava mesmo no meio da cor a dizer "excesso de peso". Só me apeteceu fugir, desaparecer. Até o H me tentou animar, mas 0, nenhum resultado.
Passei o dia mal à conta disso. Claro que houve momentos em que me tentei abstrair, quando estava na biblioteca com a B ou quando estive a jogar. Mas aquela voz dentro de mim a dizer-me que sou gorda, horrível e inútil continua sempre presente.
Desculpem o desabafo mas estava mesmo a precisar.

Sem comentários:

Enviar um comentário